Turfa, um dos materiais orgânicos mais usados em jardinagem.
800 834137 apoioaocliente@lojahusqvarna.com

Devolução garantida

Garantia Husqvarna

Envio grátis a partir de 19€

Pagamento seguro

Turfa, um dos materiais mais usados para cultivar plantas

Se gosta de plantas e se, além disso, realiza tarefas de jardinagem, estamos seguros de que o que vamos abordar neste artigo vai-lhe ser bastante útil.

Hoje, o tema em que nos vamos centrar é o que é a turfa. Sabe do que se trata?

Neste post vamos mostrar-lhe que tipos de turfa existem, como se forma e para que se usa. Quando terminar, já poderá usar estes conhecimentos no seu jardim.

fardos empilhados de turfa

Que é a turfa?

Turfa, uma das palavras mais usadas em jardinagem, é um material orgânico constituído por elementos procedentes da decomposição de vegetais.

Este material é de cor castanha (escura ou clara, dependendo do tipo) e é muito rico em carvão. A sua natureza depende das condições ambientais presentes na sua formação.

Usa-se principalmente em jardinagem formando parte do substrato. Relacionado com isto, as suas características principais são as seguintes:

  1. Porosidade: a turfa tem uma alta porosidade que permite a circulação do ar e a correta drenagem da água por parte das raízes da planta. Este material é ideal para as espécies que não toleram alagamentos.
  2. Permutador catiónico: o seu pH é variável e costuma-se encontrar entre 3 e 4 quando se trata da turfa loira e entre 7 e 8 quando é turfa negra (já vamos falar dos tipos de turfa mais à frente).
  3. Retenção da água: é um elemento capaz de conseguir a retenção da humidade, por isso usa-se em conjunto com outros compostos (perlite) para evitar os excessos e os temidos encharcamentos ou alagamentos.
  4. Nutrientes: tem poucos nutrientes, daí que seja muito habitual adubar com frequência para suprir a falta destas substâncias.

Como se forma a turfa?

A turfa é um material formado por espécies vegetais decompostas. A formação desta “substância” é o primeiro passo pelo que a vegetação se transforma em carvão mineral (tal como mencionado antes, a turfa é muito rica em carvão).

Trata-se de um processo lento.

Nas bacias em que se forma (terra turfosa) e na parte mais superficial destas, é onde os resíduos vegetais, através da decomposição anaeróbica, lenhina e celulose, se transformam em turfa.

De acordo com o grau de decomposição e a zona, a turfa é de um tipo ou de outro.

Como mencionado anteriormente, existem dois tipos de turfa, diferenciadas entre si pelas suas particularidades:
Tipos de turfa

Também chamada turfa alta, é a que se desenvolve nas regiões com climas suaves, onde as precipitações são abundantes, as temperaturas são suaves e nas que a radiação solar escasseia.

Nestes lugares desenvolvem-se espécies pouco exigentes, difíceis de decompor pelo que a estrutura principal da vegetação que forma a turfa fica praticamente inalterada.

Como consequência, a terra é pobre e o pH é baixo.

A turfa negra, denominada assim pela cor escura que tem a vegetação que se decompôs quase por completo, desenvolve-se em zonas baixas, ricas em bases.

Ao contrário da anterior, o seu pH é alto e é a mais adequada para cultivar praticamente todo o tipo de plantas. Pode-se dizer que é quase um “substrato universal”.

Para que se usa a turfa?

Nesta altura do artigo, já deve estar a imaginar para que se usa a turfa. Mas, ao contrário do que muitas pessoas pensam, não se usa apenas em jardinagem, também tem outros usos.

  • Quando fica seca ou desidratada, pode usar-se como combustível. Este uso está limitado às regiões que dispõem de turfeiras aproveitáveis (Islândia ou Escócia).
  • Jardinagem: é um dos materiais mais usados no cultivo de plantas. Melhora os solos, favorece o desenvolvimento das raízes (é muito porosa) e quando as condições não são idóneas, mistura-se com elementos como a perlite ou adiciona-se adubos extra.
  • Cuidados da pele: devido à quantidade de água que retém, a sua acidez e os seus compostos químicos, a turfa natural também se pode utilizar como tratamento da pele. Mas atenção, antes de a usar, pergunte a um profissional da área a saúde, de preferência dermatologista.

Esperamos que este post seja útil ao cultivar plantas no seu jardim e que lhe tenha dado resposta às possíveis dúvidas que pudesse ter em relação a este substrato tão característico.

¡Partilhe este artigo!

Dicas de jardinagem técnicas de cultivo

Não perca as nossas novidades e promoções!

Subscreva a nossa newsletter para não perder nada sobre a Husqvarna. Preencha o formulário e receba informação sobre promoções, novidades, dicas e muito mais!

Nenhum produto no carrinho.