Voltamos mais uma vez com um post pensado para os amantes da jardinagem, pelo que, se se insere neste grupo, este artigo lhe vai ser útil, seguramente.

Muitas vezes encontra-mo-nos ante materiais que, apesar de serem comuns no nosso dia a dia, não sabemos muito bem que são ou que características têm. Neste post trazemos um deles: a terra de diatomáceas, também conhecida por diatomite, terra de infusórios ou kieselgur.

Como saberá (ou não) esta “terra” tem diversas aplicações, Entre elas a de fertilizar campos ou controlar pragas. Mas, sabe realmente o que é? Ou que tipos existem?

De seguida, vamos-lhe explicar que é a Terra de Diatomáceas, quais são os tipos e que aplicações principais tem.

Começamos?

Que é a Terra de Diatomáceas?

A terra de diatomáceas é o material que resulta da fossilização das algas unicelulares revestidas com uma camada de sílica. Estas algas denominam-se Diatomites e apresentam um exoesqueleto de origem mineral (sílica).

Agora talvez se pergunte como é possível que uma alga tenha um exoesqueleto mineral.

A resposta é muito simples.

Como todos os organismos, plantas ou animais, as algas também comem e neste caso são alimentados de sílica para depois o transformar em sílica orgânica.

As diatomites têm uma estrutura amorfa e encontram-se terra adentro devido à sua ocupação há milhões de anos, quando os lagos e os mares cobriam o Planeta.

Ao fossilizar-se, o seu conteúdo orgânico desaparece e o material inerte fica depositado, criando assim os jazidos que conhecemos hoje em dia.

A terra de diatomáceas é de cor branca pelo que também se costuma conhecer como Terra Branca.

Se observamos as algas através de um microscópio podemos observar as diversas formas que podem adotar as algas como o exoesqueleto de silício que já abordamos.

Em resumo, a terra de diatomáceas tem origem biogénica, Mas ao contrário de outros minerais siliciosos, possui propriedades físicas únicas.

Entre os usos que podemos encontrar para este tipo de pó inseticida são diferentes e variados. Mas podemos destacar o seu uso em hortos, o seu uso doméstico ou como desparasitadores de animais domésticos. Estes três usos e muitos outros mais iremos desenvolvendo ao longo deste artigo. Portanto, esteja atento e continue a ler que isto vai interessar-lhe muito.

semear
semear

Inseticida natural e ecológico para horta e jardim

Este tipo de pó inseticida é inócuo e ao ser formado por algas fossilizadas converte-o num produto ecológico e natural e não é prejudicial para o meio ambiente.

É muito eficiente para nos desfazermos de insetos incomodativos como cochonilhas, moscas brancas, aranhas, entre outros, tanto de interior como de exterior. Ainda que o mais comum é usar a terra de diatomáceas em plantas de exterior. A terra de infusórios elimina mais insetos que outro tipo de produtos.

Este tipo de terra tem um componente como tratamento fertilizante já que também fornece nutrientes benéficos para o solo das nossas plantas.

O uso deste tipo de terra branca é permitido como cultivo na agricultura e jardinagem ecológica pela sua componente de algas.

pá de jardineiro
a espalhar nutrientes

Tipos de terra de diatomáceas

Existem dois tipos de terra de diatomáceas, a calcinada e a de grau alimentício (orgânica).

A primeira usa-se principalmente para aplicações industriais (filtro de água, absorção de líquidos…) e a segunda tem uma grande importância no setor agrícola.

Vejamos agora quais são as características de ambas terras e os usos de cada uma delas.

A terra de diatomáceas calcinada

Esta terra é perigosa para nós e para os animais domésticos, sobretudo quando usada de forma prolongada e sem a segurança oportuna.

A terra de diatomáceas calcinada, tal como o nome indica, foi exposta a elevadas temperaturas. O processo de aquecimento (calcinação) converte a sílica amorfa que rodeava as algas em sílica cristalina.

O resultado?

Um material impossível de processar por parte dos organismos vivos, daí a sua perigosidade quando usado de forma continuada (produz a silicose devido a exposições habituais) e sem as medidas de proteção adequadas (luvas, máscaras, óculos).

Não é recomendável utilizar as diatomáceas calcinadas como mais à frente veremos, como inseticida, já que contem um componente que pode ser tóxico. Estamos a falar do chumbo.

Para usar a terra de diatomáceas como inseticida caseiro e ecológico recomendamos-lhe usar terra de diatomáceas natural em pó.

No entanto, se prefere utilizar a diatomácea calcinada deve ficar ciente que os seus usos como diatomácea calcinada são principalmente industriais.

piscina
piscina

Para que se usa?

Tal como mencionado anteriormente, os usos principais da terra de diatomáceas calcinada radicam na indústria. Os mais habituais são os seguintes:

  • Piscinas: a maioria de filtros de água para piscinas têm na sua composição este tipo de terra, pois é capaz de ‘agarrar’ as impurezas que passam através dela. Esta terra é absorvente e graças a ela, a água das piscinas é tão transparente.
  • Absorve líquidos industriais pesados como óleos ou hidrocarburantes.

A terra de diatomáceas de grau alimentício

Ao contrário da calcinada, esta não sofreu nenhum processo em que se tenha alterado a sua composição, pelo que a sua estrutura continua a ser amorfa, ou seja, não é cristalina. Como resultado, não é prejudicial para o ser humano, as plantas ou os animais.

O silício orgânico que contem foi processado pela própria alga pelo que não teremos problema para a manusear e usar.

A terra de diatomáceas não gera resistência nos insetos, ou seja, ao contrário de outros produtos inseticidas em que os insetos resistem ao produto químico, A terra de diatomáceas mata-os de imediato, sem que consigam resistir aos seus componentes. O que torna este tipo de produto tão eficiente é que adere ao inseto e mata-o absorvendo toda a água de que está composto.

Mas atenção, como em tudo na vida, o uso excessivo e sem precauções pode ter alguma consequência negativa para nós. O uso de óculos, máscaras e luvas é altamente recomendável para evitar possíveis irritações nos olhos, mãos, ou do nariz.

jardins e cães
jardins e cães

Quais são as suas aplicações mais importantes na agricultura?

A terra de diatomáceas de grau alimentício usa-se principalmente em agricultura. Desde a fertilização dos cultivos até ao controlo de pragas ou a proteção da semente.

É um inseticida em pó, ecológico para insetos, que controla as pragas com efeito imediato e não deixa resíduos tóxicos. Insetos como por exemplo: o pulgão, a cochonilha, o ácaro-vermelho, a mosca-branca, caracóis, lesmas, formigas, nemátodos e lagartas.

Para o usar como ‘praguicida’ deve-se pulverizar o produto sobre as plantas afetadas, o que gera uma película que atuará de forma preventiva. A dose que se deve utilizar é uma mistura de substrato com diatomáceas em proporção de 40 ou 50 gramas por cada metro quadrado. No entanto, se o realizar pulverizando o solo, a pulverização deve ter 40 gramas por cada litro de água.

As terras diatomáceas fornecem micronutrientes ao solo como fósforo, nitrogénio e potássio. Ajudaremos a melhorar o solo.

Vejamos agora estas aplicações:

  • Fertilização do cultivo: esta terra é biodegradável, respeita o meio ambiente, é reutilizável e regeneradora do solo, pelo que se emprega na fertilização da terra de cultivo. É o aditivo que falta nos adubos convencionais. O kieselgur compõe-se de nitrogénio, fósforo e potássio. é um bom fertilizante para poder desenvolver a planta da melhor forma.
  • Controlo de pragas: é um estupendo inseticida e biocida, muito usado para controlar as pragas nos cultivos já afetados. Também se utiliza como tratamento preventivo. Além de controlar as pragas do exterior, pode controlar as pragas do interior da nossa casa. Ao contrário de outros produtos químicos que podem ser nocivos se os colocamos no interior do nosso lar, este tipo de pó natural não é prejudicial para a saúde e basta pulverizar as zonas de passagem destes pequenos animais é suficiente. Por exemplo: armários, solos do frigorífico, janelas…
  • A sua propriedade refletora converte-a na proteção ideal contra o sol e as temperaturas elevadas. Quando se pulveriza um pouco de terra de diatomáceas na planta, esta cria uma camada fina que reflete a luz do sol.
  • Proteção do grão: quando as colheitas de grão são armazenadas, é muito possível que apareçam pragas como a do escaravelho do trigo. Por isso, é aconselhável fornecer um pouco desta terra
  • Desparasitação de animais: Para afastar as carraças ou pulgas que atacam os animais domésticos, podemos diluir uma colher deste componente num litro de água e aplicá-lo sobre a pele do animal enquanto lhe damos banho com água e com o seu champô. Também podemos utilizá-lo para eliminar os vermes intestinais dos nossos animais misturando o pó branco entre a comida de nossos animais sem por em risco a sua saúde.
  • Previne doenças: Muitas das plantas das que temos escrito nos nossos artigos, podem padecer de diversas doenças que as podem afetar e fazer com que morram. A terra de diatomáceas evita estas doenças graças às suas propriedades fungicidas.
  • Desodorizante: A terra de diatomáceas ou diatomite absorve grande quantidade de líquidos. Por isso, utilizá-la por exemplo, num areeiro manterá a areia limpa durante mais tempo e sem desprender odores desagradáveis, ao mesmo tempo que elimina também as bactérias que se possam chegar a serem criadas.

Como medida de segurança deve usá-la numa área ventilada e no solo. Não irrita a pele mas pode ressequi-la. Portanto, se a vai expor durante horas a este tipo de produto recomendamos-lhe como indicado anteriormente a utilização de luvas, máscara e óculos protetores.

Também tem aplicações alimentícias (complemento alimentar).

Em resumo, a terra de diatomáceas de grau alimentício respeita o meio ambiente, é biodegradável, inócua para humanos e animais, tem um efeito preventivo, é perfeita para fertilizar cultivos e controlar pragas. Deverá ver a informação na etiqueta da embalagem a indicar que é 100% natural.

Assim termina este nosso artigo. Agora já sabe como proteger as plantas, a horta ou mesmo animais domésticos contra os insetos. Pode mesmo utilizá-la como tratamento fertilizante. Tudo graças a este produto em pó, natural, e assim poder cultivar as suas plantas da melhor forma, eliminando todos os intrusos com a terra de diatomáceas.

¡Comparte este artículo!