Como construir, passo a passo, um 'jardim em rocha'
800 834137 apoioaocliente@lojahusqvarna.com

Devolução garantida

Garantia Husqvarna

Envio grátis a partir de 19€

Pagamento seguro

Quando mencionamos a palavra jardim, o primeiro que lhe virá à mente será um conjunto de plantas, vasos e árvores. E se lhe dissermos que há jardins em que o protagonista não é a vegetação.

Neste artigo vamos escrever precisamente sobre este assunto, ou seja, dos jardins em que o que verdadeiramente se destaca não são as plantas, mas sim as rochas.

É o ‘JARDIM EM ROCHA’

Neste novo artigo vamos explicar-lhe o que é um ‘jardim em rocha‘, quais são as suas características e como se realiza este tipo de jardim.

Vamos lá!

O que é um ‘jardim em rocha’ e quais são as suas características?

Tal como adiantamos ao início deste post de jardinagem, um ‘jardim em rocha’ é um tipo de jardim em que se destacam as rochas, não as espécies vegetais. Nesta construção tão especial, convivem de forma equilibrada rochas, plantas e elementos como gravilha ou fontes.

As espécies ideais para este tipo de jardim são as denominadas “alpinas”, rústicas e resistentes, capazes de se adaptar a qualquer situação e crescer de forma compacta.

Outra das razões por que se destaca esta construção tão paisagística é pelo seu aproveitamento de desníveis. Um ‘jardim em rocha’ é ideal para os espaços irregulares em que se necessita de diminuir ou dissimular a diferença.

Além disso, são muito decorativos.

Onde localizar um ‘jardim em rocha’?

Como costuma ocorrer com todos os tipos de construção, não serve tudo e nem toda a localização é recomendada. O mais adequado ao localizar o ‘jardim em rocha’ é o seguinte:

  • Zonas com encostas naturais. A localização ideal é a que tiver desníveis, no entanto, a construção em áreas planas também é possível, mas atenção, leva mais tempo e esforço.
  • Espaço amplo: como sucede com qualquer tipo de jardim, quanto maior for o espaço escolhido mais bonito ficará e mais elementos poderá colocar.
  • Tente não o localizar perto de árvores ou de construções que possam impedir o seu desenvolvimento correto.

Que plantas se devem usar?

Após saber onde é adequado construir um ‘jardim em rocha’, deve de seguida saber quais são as espécies mais recomendadas para ele. Como mencionado anteriormente, o habitual é cultivar plantas alpinas, pois são mais resistentes e adaptam-se a qualquer condição.

Entre elas, destacamos as seguintes:

  • Antennaria dioica: espécie da família Asteraceae conhecida popularmente como pé de gato. Com folhagem perene, crescimento tormentoso e emaranhado. Desenvolve-se formando matas e tem numerosas rosetas de folhas basais de cor verde. As suas flores são brancas ou cor-de-rosa
  • Armeria caespitosa: conhecida como ouriço serrano, tem aspeto almofadado, desenvolve-se junto ao solo e pode crescer em grandes altitudes. Com folhas duras, pontiagudas e com espinhas (como os ouriços, daí o seu nome). As flores aparecem num caule mais longo que sobressai por cima da planta.
  • Aster alpinus: espécie de folhagem perene, com crescimento ereto, folhas em forma de colher (quase elípticas) e basais. Flores geralmente de cor azul-violáceo. Esta planta costuma-se desenvolver em prados de montanha, pradarias pedregosas e rochas.
  • Narcissus triandrus: planta bulbosa pertencente à família das Amaryllidaceae e que se destaca pelas suas flores de cor branco, amarelo pálido ou amarelo mais intenso. Estas crescem em grupos de 1 a 8.
  • Campanula carpatica: planta com porte herbáceo, folhagem perenifolia, capaz de alcançar os 50 cm de altura. Caule ereto, folhas basais com forma de coração e flores solitárias brancas e violetas.

Também poderá usar algumas espécies de tomilho, cravinas como o Dianthus lusitanus ou o Dianthus alpino, numerosas plantas pertencentes ao género Saxifraga (as populares Quaresmas) ou as variedades de Fucsias resistentes ao inverno.

A construção de um ‘jardim em rocha’ pode ser uma tarefa complexa se não se sabe por onde começar. Por isso, de seguida, vamos-lhe explicar passo a passo como o fazer. Quando terminar, já poderá construir o seu próprio ‘jardim em rocha’ desde o zero.
Como construir passo a passo um jardim de ‘jardim em rocha’?

Antes de pôr mãos à obra, pense e planifique. Deverá desenhar minuciosamente o seu ‘jardim em rocha’, pois, se não sabe como o pretende, dificilmente saberá construi-lo.

Tenha em conta o tamanho das rochas, se vai colocar ou não fontes, piscinas ou cascatas de água. Além disso, deve considerar se terá ou não desníveis (algo fundamental ao construir este tipo de jardins).

jardim com rochas

Após desenhar o seu ‘jardim em rocha’, é a altura de escolher o lugar em que o quer construir. Pode parecer-lhe que este fator é algo secundário, mas nada mais longe da realidade.

A localização é chave para o correto desenvolvimento do jardim.

Tal como mencionado anteriormente, evite as zonas próximas a árvores ou outros elementos. O ideal é localizá-lo em áreas com desníveis naturais, que recebam sol durante quase todo o dia e que, além disso, tenham uma boa drenagem.

Também deve considerar o tipo de solo.

É preferível que seja arenoso, já que assim será mais permeável, algo que será bastante importante para que as plantas que decida cultivar cresçam adequadamente. Recorde, os alagamentos de água podem ser fatais.

jardim com rochas

Decidida a localização, temos que preparar o terreno para a construção. Relacionado com isto, a drenagem é o mais importante, por isso, deve criar um sistema que não impeça a passagem da água.

Um ‘jardim em rocha’ necessitará de uma drenagem muito melhor que qualquer outro tipo de jardim, pois, como saberá, não se pode considerar as pedras um material permeável. Para conseguir que drene bem a água, o ideal é proporcionar-lhe desníveis.

Além disso, recomendamos-lhe criar uma camada drenante.

Que é isso? É uma camada de entre 30 a 40 cm formada por areia grossa, perlite e outros elementos, como, por exemplo, pedaços de vasos (ajudam a filtrar a água).

flores e rocha

Com o desenho criado, a localização escolhida e o terreno preparado, agora é a vez de colocar as rochas que formarão o ‘jardim em rocha’.

O melhor é colocar as pedras que possa encontrar no meio envolvente, pois, darão um aspeto mais uniforme e natural ao espaço. Se não for assim, pode escolhe-las num centro de jardinagem.

Ao colocá-las, tenha em conta duas coisas:

  1. As mais grandes formarão a base para conseguir que o conjunto total esteja estável.
  2. Enterre-as a uma profundidade que seja 2/3 do seu volume, para assim evitar que se movam devido à chuva ou à passagem do tempo.

jardim de rochas

Outra das nossas recomendações é que coloque as pedras deixando espaço entre elas. Assim a vegetação poderá crescer e a água poderá circular livremente, conseguindo assim a drenagem que necessita.

Quando estiverem colocadas, preencha o terreno com húmus (de minhocas). De seguida, ponha as rochas mais pequenas na superfície e, ao mesmo tempo, vá deitando substrato para as fixar.

Já está quase a terminar. Agora só falta decidir a cor que pretende para o seu ‘jardim em rocha’ e, por conseguinte, as plantas. Antes de proceder com o cultivo da vegetação, deve esperar entre 2 a 4 semanas; assim o substrato e as rochas assentam no solo.

Durante este período, poderá escolher as tonalidades das plantas. Quer um ‘jardim em rocha’ verde? Ou colorido? Plantas com flor? Folhagem perene? Aqui as suas preferências são as verdadeiramente importantes.

As sua escolhas determinam a plantação de espécies.

Ainda que tudo se baseie na sua escolha, a Husqvarna recomenda-lhe que siga um padrão, ou seja: se quiser arbustos, use só arbustos, se quer plantas rasteiras, cultive unicamente esse tipo de plantas.

Além disso, se semear espécies com diversos ciclos de floração, melhor, pois assim o seu jardim estará colorido durante todo o ano.

jardim com rochas

Colocadas as plantas, agora falta cobrir os cantos em que não tiver colocado nada. Para esta tarefa aconselhamos-lhe a usar elementos como gravilha decorativa de cor branca ou casca de pinheiro.

Procure que tudo tenha um desenho similar, equilíbrio e sentido.

E já está, pode começar a criar o seu ‘jardim em rocha’. Esperamos que lhee vá servir de ajuda e inspiração. Em caso de dúvida, como sempre, recomendamos-lhe consultar um profissional.

Até ao próximo artigo!

A Husqvarna dispõe de uma ampla gama de acessórios e peças sobressalentes homologadas e compatíveis para manter os robôs corta-relvas Automower® sempre no ponto e garantir o seu correto funcionamento.

ver mais Acessórios Automower®

¡Partilhe este artigo!

Dicas de jardinagem técnicas de cultivo

Não perca as nossas novidades e promoções!

Subscreva a nossa newsletter para não perder nada sobre a Husqvarna. Preencha o formulário e receba informação sobre promoções, novidades, dicas e muito mais!

Nenhum produto no carrinho.